Rage – Strings To A Web

Uma excelente notícia para os fãs da banda alemã Rage! Finalmente, temos em mãos novamente um álbum do power trio do qual podemos nos orgulhar. “Strings To A Web” é, de longe, o melhor trabalho deles desde o “Soundchaser” de 2003, e se percebe muito da essência desde último no novo trabalho.

Após dois discos (“Speak Of The Dead” de 2006 e “Carved In Stone” de 2008) marcados por uma certa frieza e distanciamento de suas origens, o Rage resgata o clima discontraído e eficiente de primorosos trabalhos anteriores. “Strings To A Web” propicia uma experiência auditiva muito agrádavel, abusando de ótimos melodias, arranjos cuidadosos e peso, bastante peso! A impressão que se tem é de que Peter Peavy Wagner (voz e baixo), Victor Smolsky (guitarra) e Andre Hilgers (bateria) estão novamente em sintonia, fazendo tudo fluir muito naturalmente.

“Strings To A Web” traz todos os trunfos do Rage. São toneladas de refrões grudentos, riffs pesados, ótimos solos, enfim, tudo aquilo que os fãs da banda esperavam há anos para ouvir de novo. Na verdade, ainda temos aqui alguns toques bem progressivos que se encaixam muito bem no peso do power metal executado pelo trio.

Alguns críticos tem ressaltado que o Rage é uma banda que não buscou evoluir seu som ao longo dos últimos anos, apesar da imensa qualidade técnica dos músicos. Mas, sinceramente, eles não precisam evoluir. O que eles precisavam fazer, foi feito, ou seja, retornar à sua essência, relativamente ausente desde o álbum “Soundchaser”. A música do Rage é bastante característica, é moderna, cativante, pesada. Não é nada que vá fundir o seu cérebro ou encerrar a sua busca por elementos novos no heavy metal, mas é extremamente eficiente. Evoluir, nem sempre é resposta pra tudo…vide o Iron Maiden, na estrada há décadas fazendo o mesmo som…

Enfim, “Strings To A Web” já é um cd garantido aqui nas prateleiras da Caverna! Fico feliz pelo retorno do Rage ao som que lhe colocou como uma dos expoentes do heaby metal alemão. Agora, amigos, afastem o a mesa da sala, tirem as crianças do recinto e aumentem o som, porque é porrada na orelha!

Tracklist

01. The Edge of Darkness
02. Hunter and Prey
03. Into the Light
04. The Beggar’s Last Dime
05. Empty Hollow
06. Strings To A Web
07. Fatal Grace
08. Connected
09. Empty Hollow (Reprise)
10. Saviour Of The Dead
11. Hellgirl
12. Purified
13. Through Ages
14. Tomorrow Never Comes

Anúncios
Explore posts in the same categories: Música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: